Conselho da USP dá aval para cessão de navio que será transformado em recife artificial em Ilhabela

NAVIO PROFESSOR BESNARD_03

O navio oceanográfico “Prof. W. Besnard”, que será usado como recife artificial em Ilhabela

Reginaldo Pupo

Ilhabela – O Conselho Universitário da USP (Universidade de São Paulo) aprovou nesta terça-feira (19) a alienação do navio “Prof. W. Besnard”, que permitirá ao IO (Instituto Oceanográfico) ceder ou transferir a embarcação a qualquer interessado, sem precisar de novo aval do Conselho. A decisão abriu a possibilidade do navio ser cedido para a prefeitura de Ilhabela, que pretende transformá-lo num recife artificial.

Em dezembro de 2014 o conselho havia aprovado a doação do navio ao Uruguai. Entretanto, o governo uruguaio desistiu do processo. Em outubro do ano passado, o conselho aprovou que os equipamentos históricos fossem retirados da embarcação.

O antigo navio de pesquisas oceanográficas, que seria cortado para ser vendido como sucata, já realizou mais de nove mil expedições, algumas delas para a Antártida. Segundo a prefeitura de Ilhabela, ele será afundado de forma controlada entre as pontas da Sela e Sepituba, ao sul do arquipélago, a uma profundidade entre 20 e 25 metros.

“Cemitério”

O arquipélago de Ilhabela é considerado um dos maiores “cemitérios” de naufrágios do mundo. Centenas de navios, rebocadores e barcos jazem nas profundezas do oceano. O mais famoso é o transatlântico espanhol “Príncipe de Astúrias”, considerado o “Titanic brasileiro” devido ao número de vítimas fatais: mais de 1,5 mil. No último dia 5 de março, completaram-se 100 anos do acidente.

Apesar das centenas de navios naufragados, são raras as embarcações onde é possível a prática de mergulho. A maioria está a mais de 30 metros de profundidade, o que dificulta a visitação por mergulhadores profissionais e amadores. O “Príncipe de Astúrias” está entre 20 a 50 metros de profundidade, de proa à popa.

De acordo com a prefeitura de Ilhabela, diversos mergulhadores profissionais adeptos à ideia do recife artificial realizaram mergulhos para uma vistoria técnica e aprovaram o local onde o “Prof. W. Besnard” será naufragado. Antes, a embarcação sofrerá um processo de descontaminação.

NAVIO PROFESSOR BESNARD_02 (1)

Navio está atracado no porto de Santos, sucateado, e tem custo de R$ 22 mil mensais para manutenção

Vida marinha

O recife artificial também servirá para que diversas espécies de peixes e outros animais marinhos sejam atraídos e possam se reproduzir. Na Ilha das Cabras, região mais central de Ilhabela e paraíso dos mergulhadores, há um chassi de caminhão afundado há décadas, onde a vida marinha é rica, já que o local é protegido por um decreto municipal que criou o Santuário Ecológico Marinho de Ilhabela. A ilha é um dos locais mais procurados para a prática recreativa e esportiva do Brasil.

“Atualmente o navio está atracado no porto de Santos, todo enferrujado, gerando custos para o Estado. Em Ilhabela vamos fazer o naufrágio controlado para servir como ponto turístico para os praticantes do mergulho”, explicou o prefeito Antonio Colucci (PPS). Segundo a USP, R$ 22 mil são gastos mensalmente para a manutenção do navio.

Ainda de acordo com o prefeito, o passadiço (cabine de comando) será recuperado e exposto no Museu Náutico da cidade. “O governador (Geraldo Alckmin) aceitou bem a proposta e o projeto está bem avançado”, disse ele, apesar do navio pertencer à USP. A prefeitura não informou, porém, quanto irá disponibilizar de recursos para realizar o naufrágio controlado, que exigirá uma grande operação de logística e de embarcações, dezenas de profissionais e de empresas especializadas que deverão ser contratadas. Também não informou quando ocorrerá a operação.

O navio serviu à instituição entre 1967 e 2008 para pesquisas marítimas e realizou nove mil estações oceanográficas. Em 2008, a embarcação sofreu um incêndio, que a deixou inoperante. Nos últimos dois anos, a USP, em parceria com a Fapesp, adquiriu duas novas embarcações oceanográficas, o navio “Alpha Crucis” e o barco “Alpha Delphini”, que agora substituem o velho navio.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s